<script type="text/javascript">

  var _gaq = _gaq || [];
  _gaq.push(['_setAccount', 'UA-36321726-1']);
  _gaq.push(['_setDomainName', 'comlu.com']);
  _gaq.push(['_setAllowLinker', true]);
  _gaq.push(['_trackPageview']);

  (function() {
    var ga = document.createElement('script'); ga.type = 'text/javascript'; ga.async = true;
    ga.src = ('https:' == document.location.protocol ? 'https://ssl' : 'http://www') + '.google-analytics.com/ga.js';
    var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(ga, s);
  })();

</script>
Google
LASER DE DÍODO

O que é a fotodepilação?
Fotodepilação é um moderno tratamento de depilação, não invasivo que tem como finalidade, a remoção dos pelos. Pode ser feita usando o método do laser ou da luz pulsada.
Um tratamento por fotodepilação consiste na absorção de grandes quantidades de energia sob a forma de luz, por parte da melanina, substância presente nos pelos, com o objetivo de os destruir  bem como os folículos que permitem o desenvolvimento do pelo seguinte.  Este método de remoção capilar assegura uma depilação definitiva em cerca de 95% dos pelos e é adequado para mulheres e homens em qualquer idade.

O nosso método - LASER DE DÍODO
O Laser de Díodo possui um mecanismo que protege a pele através do seu resfriamento e a energia do laser atinge apenas a raiz do pelo. Desta forma, a melanina da pele não é afetada, evitando as manchas.
O aparelho recebeu a aprovação do FDA (órgão de controlo de medicamentos dos EUA) para redução definitiva de pelos.

A fotodepilação é DEFINITIVA?
A nossa pele é um órgão vivo, está em constante regeneração e, por esse motivo, podem surgir novos folículos pilosos, que darão origem a novos pelos. Não é correto utilizar-se o termo – depilação definitiva – pois não existe, neste momento, qualquer técnica de depilação ou equipamento que possa garantir que nunca mais nascerão novos pelos depois de efetuar os tratamentos. É importante ressaltar que os folículos pilosos têm um grande poder de regeneração e podem voltar a produzir pelos, principalmente se houver a ocorrência de distúrbios hormonais. Quando isto ocorre, geralmente os pelos são mais finos, claros e de crescimento mais lento. No entanto, na grande maioria dos casos e depois de terminado o tratamento, será apenas necessário recorrer a sessões semestrais ou anuais de manutenção para assegurar um resultado bastante semelhante à tão desejada depilação definitiva.

Porquê várias sessões?
O crescimento do pelo é classificado em três fases: anágena, catágena e telógena. Durante a fase anágena as papilas dérmicas estão ligadas à base do folículo do pelo promovendo o seu crescimento. Em média, em determinada altura, cerca de 20% dos folículos dos pelos corporais estão na fase anágena, sendo esta a fase ideal para a ação do laser. Os fios que não estiverem nesta fase de crescimento, serão menos afetados pelo tratamento e, por isso, são necessárias várias sessões para se obter o melhor resultado.
O intervalo entre cada sessão deverá ser de cerca de 30 dias para que os pelos que se encontram na fase de repouso (telógena) passem para a fase de crescimento, tornando-se, então, mais vulneráveis ao tratamento.
Pele mais escura, maior número de sessões.
O resultado a ser esperado com a depilação pelo Laser de Díodo é a redução definitiva dos pelos, mas isso pode variar em função da localização do tratamento, à percentagem de fios em fase de repouso e às características pessoais de cada indivíduo.
A intensidade do laser utilizada no tratamento de peles escuras é menor do que a que é aplicada em peles claras e, por isso, podem ser necessárias mais sessões para se conseguir uma depilação eficaz.

Custo do tratamento
Fazendo uma comparação entre os preços e os resultados da depilação a laser com qualquer outra técnica utilizada para fazer depilação, concluiremos que esta é a opção mais vantajosa e viável em termos de preços, devido aos avanços tecnológicos e à grande adesão que esta técnica continua a ter em todo o mundo.

Este tratamento é contra indicado nos seguintes casos:
Gravidez;
Amamentação;
Epilepsia;
Estados alterados de consciência;
Cancro;
Fotossensibilidade;
Medicamentos fotossensibilizantes;
Doenças de pele, alergias e/ou urticária ativas;
Feridas abertas no local da exposição ao laser;
Alterações de sensibilidade;
Micro-pigmentação ou tatuagens;
Infeções ativas;
Alterações do sistema imunitário;
Desordens de coagulação do sangue;
Diabetes;
Doença mental;
Varizes nodulosas;
Pacemaker ou doenças cardíacas e transtornos circulatórios graves;
Hipertensão descontrolada;
Anestesias (período inferior a 3 meses);
Estados febris;

Preços
Desde 12,50€

Consulte-nos!